Fórum Econômico Mundial, Accenture e EPRI lançam iniciativa para acelerar a transição de clusters industriais rumo a um cenário net zero
 
Motores de crescimento econômico têm papel fundamental nas metas de redução das emissões de gases de efeito estufa
 
GLASGOW, 10 de novembro de 2021 - Os principais líderes de mais de 200 países estão reunidos na Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas (COP26), firmando acordos para a redução das emissões de gases de efeito estufa. Além de discursos e boas intenções, o importante é cumpri-las. Para ajudar a economia global a reduzir drasticamente as emissões até meados do século, o Fórum Econômico Mundial, a Accenture e o Electric Power Research Institute (EPRI) acabam de lançar a iniciativa "Transitioning Industrial Clusters Towards Net Zero".

O objetivo é criar um movimento global para acelerar a transformação dos clusters industriais rumo a um cenário net zero. Os clusters industriais são regiões geográficas compostas por empresas colocalizadas de fornecimento e demanda de energia. Esses clusters respondem por cerca de 15% a 20% das emissões globais de CO2 e são ideais para a implantação de medidas para uma redução significativa das emissões.

Esses esforços são essenciais. No entanto, existe a necessidade e a oportunidade de fazer uma abordagem integrada do desafio da descarbonização. Os clusters industriais são onde os esforços de descarbonização específicos de cada setor e os esforços de implantação de tecnologia de energia limpa convergem a fim de permitir uma abordagem sistêmica para emissões net zero.

A iniciativa tem como meta engajar mais de 100 clusters industriais até 2024. Quatro clusters localizados na Austrália, Reino Unido e Espanha já firmaram um acordo coletivo de redução nas emissões de CO2 de cerca de 30 milhões de toneladas – o equivalente às emissões totais da Dinamarca.
Stakeholders, públicos e privados, nesses quatro clusters globais já concordaram em zerar suas emissões. O caminho à frente irá envolver soluções de financiamento inovadoras, abordagens integradas para implantação de tecnologia, políticas capacitadoras e, acima de tudo, parcerias sólidas.

"Os clusters são considerados motores de crescimento econômico", explica Louise Anderson, responsável pelo setor de Indústria no Fórum Econômico Mundial. "Historicamente, as empresas buscam o compartilhamento de recursos e logística, bem como de acesso à infraestrutura. Por isso, podemos aproveitar essa característica para reduzir significativamente as emissões dos clusters industriais e, quem sabe, até mesmo zerá-las."

Melissa Stark, líder global de energias renováveis e transição energética da Accenture, afirma que "para chegar a um futuro livre de emissões de CO2 e, ao mesmo tempo, entregar valor de negócios e impacto sustentável, os clusters industriais precisam combinar esforços para melhorar os resultados na economia, meio ambiente, sociedade e sistemas de energia como um todo. O Reino Unido, por exemplo, pretende garantir 1,5 milhão de empregos por meio do desenvolvimento de quatro clusters industriais net zero, além de obter uma economia potencial de £ 3 bilhões a £ 4 bilhões de libras por ano até 2050 por não incorrer em eventuais penalidades ambientais".

"Acelerar o desenvolvimento de clusters industriais net zero hoje pode ter um papel significativo nos nossos esforços para zerar as nossas emissões ao longo das próximas décadas", afirma Arshad Mansoor, presidente e CEO do EPRI. "O desenvolvimento de apenas 10 clusters industriais net zero nos EUA com perfis de redução de CO2 semelhantes ao do projeto Humber pode reduzir as emissões do país em aproximadamente 10%. A maré alta leva todos os barcos. Temos a oportunidade de ajudar uns aos outros – e ao nosso planeta – rumo a um futuro mais sustentável e mais limpo."

Para saber mais ou participar da iniciativa ’Transitioning industrial clusters towards net zero’, acesse o site.

A Accenture ajuda as organizações em toda a cadeia de valor das concessionárias a abraçar a mudança para acelerar o crescimento e a transição energética, ao mesmo tempo que fornece energia segura, confiável, acessível e sustentável. Mais informações disponíveis neste link.
 
Sobre a Accenture
A Accenture é uma empresa global de serviços profissionais líder em soluções para digital, nuvem e segurança. Combinando experiência incomparável e habilidades especializadas em mais de 40 setores, oferecemos serviços nas seguintes áreas: Strategy & Consulting, Interactive, Technology e Operations. Todas são alimentadas pela maior rede mundial de centros de tecnologia avançada e operações inteligentes. Nossos 624 mil funcionários entregam a promessa de tecnologia e conhecimento humano todos os dias, atendendo clientes em mais de 120 países. Abraçamos o poder da mudança para criar valor e sucesso compartilhado para nossos clientes, funcionários, acionistas, parceiros e comunidades. Visite o site da Accenture.
 
Sobre o EPRI
O Electric Power Research Institute, Inc. (EPRI) conduz pesquisas relacionados à geração, oferta e uso de eletricidade para benefício do público em geral. Organização independente e sem fins lucrativos, o EPRI reúne cientistas e engenheiros, bem como especialistas da academia e da indústria para ajudar a enfrentar os desafios em eletricidade, incluindo confiabilidade, eficiência, saúde, segurança e meio ambiente. Os membros do EPRI representam mais de 90% da eletricidade gerada e entregue nos EUA, enquanto a participação internacional se estende a 40 países. Os principais escritórios e laboratórios do EPRI estão localizados em Palo Alto (Califórnia), Charlotte (Carolina do Norte), Knoxville (Tennessee) e Lenox (Massachussetts).
 
Sobre o Fórum Econômico Mundial
O Fórum Econômico Mundial, comprometido com a melhoria do estado do mundo, é a Organização Internacional para Cooperação Público-Privada. O Fórum reúne os principais líderes políticos, empresariais e outros da sociedade para moldar as agendas globais, regionais e industriais.
 
Copyright © 2021 Accenture. Todos os direitos reservados. Accenture e o seu logotipo são marcas registradas da Accenture.
 
Mais informações para a imprensa:
Accenture
Fernando de Moraes - fernando.de.m.silva@accenture.com  
bcw | burson cohn & wolfe
Deborah Costa, Alana Marques e Felipe de Paula